Banco Central prevê queda no valor da energia para esse ano e aumento em 2017

0
108

De acordo com um relatório de inflação acerca do segundo trimestre desse ano, o Banco Central estimou uma queda de 7% do preço médio da energia elétrica para esse ano. O documento, que foi divulgado nesta terça (27), ainda prevê um aumento de 7,7% para 2017.

Ainda neste relatório, o Banco Central estimou um aumento no Índice de Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). É assim que é chamada a inflação oficial do país, e que ficará, pelo segundo ano consecutivo, acima do teto de 6,5% determinado pelo sistema de metas e inflação brasileiros. Sendo assim, o relatório prevê que a inflação fique em 7,3% esse ano, e mais próxima da meta central no ano que vem.

Essas quedas e a previsão de uma inflação próxima à meta central podem significar que o Banco Central está planejando um processo de cortes dos juros básicos da economia. Tudo isso porque o banco trabalha através de prospectivas para 2017 já. O mercado financeiro acredita que os juros diminuirão neste ano.

Com a queda dos juros, a população pode passar a ter mais acesso ao crédito, e, então, consumir mais. Esse reaquecimento da economia favorece principalmente os empresários, que podem ter uma maior liberdade para oferecer seus produtos – principalmente externos. Essa queda de juros diminui a inflação, uma vez que passa a “sobrar” mais dinheiro no mercado financeiro, o que viabiliza investimentos que tenham um retorno maior que o do próprio governo.